06 / 04 / 2015

A Prefeitura de São João do Arraial, através da Secretaria Municipal de Assistência Social e o Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS), realizou na última quarta-feira (24), no auditório da escola da Liberdade, a VIII Conferência Municipal de Assistência Social com o tema Gestão e Financiamento na Efetivação do Sistema Único de Assistência Social (SUAS).
 
O objetivo da conferência foi de avaliar a operacionalização da política e deliberar ações que fortaleçam o SUAS em âmbito municipal, como também recomendar propostas para os demais entes federados, Estado e União. Ainda foi destacado o papel do Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS), responsável por fiscalizar os serviços, programas e projetos em parceria com a gestão municipal.
 
Estiveram participando do evento, representantes do legislativo municipal, secretários municipais, entidades sociais, o prefeito municipal Adriano Ramos, representantes socioculturais, estudantes e pessoas do meio popular.
 
Durante a Conferência foram discutidos assuntos voltados para a área social. Para o secretário de assistência social Miguel Rodrigues, a conferência garante a participação do usuário e das entidades na discussão e fortalecimento da política assistencial do município. “É um momento importante para rever as últimas conferências, reavaliando as propostas que avançaram e outras não, além de ser um balizador para o SUAS no Município”, afirmou Miguel Rodrigues.
 
A referida conferência contou com a palestrante Elizângela Amorim, que é assistente Social em Esperantina, destacou a importância da participação popular na construção de propostas de políticas públicas para a área. “As instituições, assim como a população em geral, são quem estão na base e conhecem a realidade por serem os usuários dos serviços. A participação de todos é muito importante porque são eles que podem avaliar e levantar propostas de melhorias”, afirmou.
 
Para o Prefeito Adriano Ramos, reforçou a importância em ter um momento de construção conjunta de políticas públicas direcionadas ao social. “Vamos nos empenhar para analisarmos aqui as melhores propostas apresentadas”, pontuou.
 
Durante a realização da Conferência Municipal, foram eleitos 2 delegados e 2 suplentes de delegados que vão representar o município na Conferência Estadual da Assistência Social que será realizada em outubro deste ano.

06 / 04 / 2015

A Secretaria da Assistência Social, por meio do Centro de Referência da Assistência de São João do Arraial, renovando o compromisso da assistência e atenção especial com o grupo da Melhor Idade, vem intensificando os trabalhos de convivência e fortalecimento de vínculos com os idosos no município.
 
O grupo de idosos é atuante ao participar das atividades que acontecem no município, como por exemplo, o Festival Cultural que acontece anualmente e que trabalham também sua autoestima, o prazer, a satisfação e a alegria de poder estar com as outras pessoas em um espaço social, no qual podem realizar diversas atividades e ao mesmo tempo, conversar, sorrir, dançar, desenvolver habilidades e competências, fortalecendo laços e fazendo novas amizades.

06 / 04 / 2015

O SENAR-PI, empresa vinculada a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Piauí – FAEPI realizou recentemente na localidade Cabeceiras, zona rural de São João do Arraial, um curso de processamento de frutas e polpas. O referido curso foi articulado pela Associação Comunitária de Produtores de Cabeceiras, em parceria com o Centro Cocais e a Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Assistência Social.
 
O curso foi ministrado pela instrutora Jesus Liarte e aconteceu na Unidade Escolar Amâncio Machado Passos e contou com a participação de várias mulheres empreendedoras, moradoras da comunidade.
 
Segundo a presidente da Associação Comunitária de Produtores de Cabeceiras, Aurilene Barbosa, a referida associação já tem o necessário para iniciar a produção de polpa de frutas. Para a Aurilene, o curso foi de fundamental importância para a comunidade, uma vez que as participantes poderão utilizar as frutas da região para a comercialização, o que contribuirá para o aumento da renda para as produtoras.