13 / 04 / 2015

A prefeitura Municipal de São João do Arraial vem realizando periodicamente a limpeza das ruas centrais e periféricas da cidade. Somente nos meses de fevereiro e março foram limpas mais de 50% das ruas, sendo realizada a retirada dos matos, coleta de lixo e outros recipientes que possam servir de criadouros aos mosquitos.

O trabalho vem continuando a todo vapor, agora com veículos da prefeitura e outros veículos contratados para a tarefa. A meta é manter a cidade sempre limpa.

A secretaria municipal de Saúde, realizou mutirões de limpeza nos meses de fevereiro e março, recolhendo toneladas de lixo das ruas e orientando a população sobre os riscos dos criadouros do mosquito da dengue, principalmente nos quintais onde há as maiores concentrações de lixo.

O trabalho de limpeza das ruas agora é uma constante luta e precisa acontecer no dia a dia.  “Não podemos esperar pela semana santa para ver a cidade limpa, isso é um trabalho que precisa acontecer todos os dias”.  Afirma o Prefeito Adriano

07 / 04 / 2015

O grupo de jovens da Comunidade Kolping de São João do Arraial juntamente com o Ponto de Cultura Coco Babaçu, emocionaram centenas de pessoas durante a “Encenação da Paixão de Cristo” na última Sexta-feira Santa (03/04) em São João do Arraial.
 
 A edição 2015 do espetáculo inovou bastante com um elenco de atores mirins dirigidos pelo ator e diretor José Iran Sampaio. O espetáculo conta a trajetória de Jesus Cristo em cenas emocionantes que vão do momento do batismo no Rio Jordão, passando pela Santa Ceia, pelo julgamento dos príncipes judeus e sua entrega a Pilatos até a sua crucificação.  
 
Na primeira cena João Batista (Francismário Lima) pregando a palavras, realiza o batismo de Jesus Cristo (Erinaldo Carvalho) no Rio Jordão. Em seguida Jesus Cristo foi tentado por Satanás (Laíde Pontes) a provar que era filho de Deus, conhecer os prazeres do mundo e servi-lo.
 
Assistindo o espetáculo da base da imagem de São João Batista, as ex- atrizes Clemilda Lima, Lena Pontes, Gizelda Sousa e Mauro Rodrigues se dizem contentes com a renovação do elenco. “É gratificante vir assistir ao espetáculo e ver vários jovens e crianças nos papéis que um dia já foram nossos, é a renovação gradual”. Afirma Clemilda Lima.

06 / 04 / 2015

Um estudo que revela o Índice de Carência Humana estimou um total de 948.562 carentes no Piauí no ano de 2014. O levantamento é do economista e geógrafo François E. J. de Bremaeker e foi divulgado este mês no site Observatório de Informações Municipais.
 
O cálculo da estimativa da população que deveria requerer cuidados especiais foi efetuado tomando por base a evolução dos Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) de 2000 e 2010 para cada Município. A diferença para valor ideal do IDH, que é 1, é considerado o Índice de Carência Humana (ICH).
 
O município piauiense com pior ICH é Vera Mendes, a 386 km de Teresina. Lá existiam 3.023 habitantes em 2014, sendo 1.327 em situação de carência. O índice de 0,5610 deu ao município o 24º lugar no ranking dos 100 piores Índices de Desenvolvimento Humano do Brasil.
 
Outros 12 municípios também estão na lista: Assunção do Piauí, Cocal, Tamboril do Piauí, Caxingó, São João da Fronteira, Jaicós, Lagoa do Barro do Piauí, Betânia do Piauí, São Francisco de Assis do Piauí, Joca Marques, Joaquim Pires e São João do Arraial.
 
De acordo com a estimativa, Teresina possuía a maior quantidade de carentes do Estado, um total de 165.262 no ano passado. A cidade ocupa a 22ª colocação entre os 120 municípios com mais de 50 mil pessoas carentes. No entanto, se comparada à quantidade de habitantes, o ICH da capital é de 0,1966, o menor do Piauí.